HISTÓRIA DA INVENÇÃO DO AR-CONDICIONADO

Durante muito tempo o homem  pensou em maneiras de amenizar os efeitos do calor. Invenções mais antigas, como ventiladores, abanadores e até mesmo o uso do gelo em larga escala faziam parte dos métodos para se reduzir a temperatura de um ambiente.

No início da década de 90, em Nova York, a empresa Sackett-Wilhelms Lithography and Publishing viu que seu trabalho ficava prejudicado no verão, pois o calor fazia com que os papéis absorvessem a umidade do ar, tornado as escritas borradas e escuras. Assim, a companhia contratou Willis Carrier, um engenheiro formado na Universidade de Cornell, para desenvolver uma forma de solucionar tal problema.

Em 1902, Carrier desenvolveu um processo capaz de resfriar o ar, o fazendo circular por dutos resfriados artificialmente, processo também capaz de reduzir a umidade. Este foi o primeiro ar-condicionado contínuo por processo mecânico da história.